quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Soldagem de linhas - Parte 1

Cola

Um dos maiores problemas na pesca de praia é unir a linha grossa usada no arranque com a linha fina que fica no molinete. Não é fácil dar um nó entre um arranque 0,45 mm e uma linha 0,18 mm, por exemplo.

Diante disso, foi inventada uma fórmula a base de fenol (logo, nocivo à saúde humana) que permite a soldagem entre linhas de diferentes bitolas. Alguns falam em colagem de linhas e eu acho que tanto faz. Mesmo que o processo seja a fusão de duas linhas o que importa mesmo é que se junte as duas encrencas. Não acredito que isso seja um ponto para grandes discussões.

A grande vantagem desse sistema é a ausência de nó, que no momento do arremesso pode bater nos passadores, pode encavalar no carretel do molinete, enfim, pode gerar diversos problemas. Sem contar que todo nó é um ponto frágil dentro do sistema de pesca.

Quando se compra a cola vem junto um dispositivo que permite efetuar o processo em segurança.

Modelos usados para colar as linhas

Para isto, basta passar as linhas sempre no sentido contrário uma da outra e por dentro dos cortes na borracha do dispositivo deixando-as bem firmes e esticadas. Depois é só passar a cola. Não precisa uma grande quantidade mesmo porque ela vai escorrer e se você passar muita cola vai formar pontos de acúmulo que não deveriam acontecer.



Depois disso, basta colocar ao sol para secar ou usar um secador de cabelo por uns 3 ou 4 minutos para remover qualquer umidade que possa existir. Para garantir uma secagem bacana devemos deixar 24 horas. Para cortar as sobras de linha da colagem, deve-se fazer um corte rente em diagonal. 



Normalmente eu uno linhas com diferença aproximada de 0,10 mm. Isso não é uma regra. Tem pescadores que preferem unir linhas com variação maior ou menor que 0,10 mm. Portanto, faço as soldas na seguinte relação:

0,45 mm -> 0,35 mm -> 0,25 mm.
0,52 mm -> 0,40 mm -> 0,28 mm.

Tudo vai depender de cada um. Tem gente que cola 0,18 mm para 0,28 mm, tem outros que unem 0,40 mm com 0,25 mm, enfim. Tem que fazer e testar.

Com relação ao tamanho das partes de cada linha, uso 2 vezes o tamanho do caniço para a linha mais grossa e cerca de 2,5 metros para cada outro pedaço da colagem. Por exemplo, se vou usar um caniço de 4,25 metros, uso:

8,5 ou 9 metros de linha 0,43 mm;
2,5 metros de linha 0,33 mm;
2,5 metros de linha 0,23 mm.

Para ver o processo sob outras perpectivas, acesse PESCAKI e confira nosso amigo Vladimir Ferreira executando todo o processo de colagem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário